quinta-feira, 27 de junho de 2013

500 four. Só quem viu sabe a imponência

Quando eu tinha uns 13 anos de idade, um amigo de infância(e de merdas) me ensinou a andar de moto. A mito, quero dizer moto utilizada no aprendizado, era uma cb 500 four. Eu mal sabia do que se tratava, mas logo descobri que seria uma das melhores experiências de minha vida. Primeiro, aprendi a andar de moto, o que é uma atividade prazerosa até hoje e APRENDI NUMA 500 FOUR!!!

Mal conseguíamos kickar a moto pois a bateria estava ruim. O primo do Orelha deixou a moto parada porque estava trabalhando no Rio Grande do Sul. Nós juntávamos moedas pra comprar 2 litros de gasolina todos os dias. Íamos de bicicleta até o Lote 15, um bairro próximo, e comprávamos a gasolina. Era cansativo mas tudo valia a pena pra fazer o escape 4 x 1 ensurdecer todos que a viam passando. na época, os policiais nem tentavam nos parar pois nem se quisessem conseguiriam alcançar a 500... 

Todos nossos amigos da época achavam que eu e Orelha éramos doidos de rodinhas. Doidos de rodinhas e 500 cilindradas kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Claro que adolescente não tem juízo, mas graças a Deus nunca deu errado, até porque só andávamos tentando botar o ponteiro do velocímetro no KM. Nunca sequer furou um pneu. 

A moto da foto não é a mesma 500 mas ajudou a matar a saudade. Obrigado leitor por contemplar comigo tão boas lembranças.

Um comentário:

  1. amigo você foi feliz em aprender a pilotar em uma cb500four rs, no auge dessa maquina nos anos 70 eu ainda garoto ficava só esperando surgir alguma na rua só pra ter o prazer de escutar aquele ronco do 4x1 que na minha opinião supera o ronco da 7galo, depois de adulto e já meio coroa não resisti e acabei comprando uma ano 72 e te digo., "como é bom pilotar uma clássica" mas infelizmente precisei vende-lá, valeu pelo belo post que me fez relembrar

    ResponderExcluir